Depressão

Depressão

A Depressão é uma doença grave, que afeta milhares de pessoas todos os anos e causa enorme prejuízo funcional e social.

Dentre os sintomas mais comuns estão humor deprimido ou falta de interesse e motivação, desânimo ou fadiga e perda da capacidade de sentir prazer com atividades antes prazerosas. Pode haver também apatia, sentimentos de culpa e baixa autoestima, indiferença, sofrimento, angústia, desespero, insônia ou sonolência excessiva, aumento ou perda de peso, lentificação do raciocínio ou dificuldade em se concentrar e pensamentos recorrentes de morte ou ideação suicida.

O Episódio depressivo pode ser um quadro isolado na vida do paciente, porém depressão tende a ser recorrente em 50% dos casos e se tornar crônica em 20% dos pacientes.

A idade média de início do quadro é entre 25 e 30 anos, no entanto 40% dos indivíduos relatam o primeiro episódio antes dos 20 anos.

Podem ser acometidos tanto homens quanto mulheres porém o sexo feminino apresenta taxas 2 a 3 vezes maiores, principalmente na idade fértil.

O diagnóstico e tratamento da depressão devem ser realizados por um médico especialista. O tratamento normalmente é feito com a prescrição de medicações antidepressivas, podendo também haver indicação de psicoterapia associada.

A Depressão é uma doença portanto e deve ser tratada como tal. Força de vontade, pensamento positivo e orações podem ajudar mas não constituem tratamento. Pressionar o paciente com dizeres de auto ajuda muitas vezes pode fazê-lo se sentir culpado e incapaz.

Para ser feito o diagnóstico de Quadro Depressivo é necessário que estejam presentes uma série de sintomas, dentre eles: humor deprimido ou falta de interesse e motivação, desânimo ou fadiga e perda da capacidade de sentir prazer com atividades antes prazerosas. Pode haver também apatia, sentimentos de culpa e baixa autoestima, indiferença, sofrimento, angústia, desespero, insônia ou sonolência excessiva, aumento ou perda de peso, lentificação do raciocínio ou dificuldade em se concentrar e pensamentos recorrentes de morte ou ideação suicida. Também estão frequentemente associados quadros dolorosos e disfunções sexuais, como diminuição da libido, disfunção erétil ou ejaculação precoce.

Os Transtornos Depressivos são condições altamente complexas e resultam de uma interação de inúmeros fatores, como os aspectos genéticos, psicológicos, biológicos e ambientais.

O diagnóstico e tratamento da depressão devem ser realizados por um médico especialista. O tratamento normalmente é feito com a prescrição de medicações antidepressivas, podendo também haver indicação de psicoterapia associada.

Os antidepressivos mais modernos possuem um perfil menor de efeitos colaterais e tendem a ser bem tolerados, no entanto algumas vezes são necessários ajustes de dose e associações entre 2 medicamentos.

Dos indivíduos deprimidos que não procuram tratamento, uma parcela muito pequena acaba conseguindo uma melhora do quadro sendo que a grande maioria segue com extremo sofrimento, prejuízos significativos na vida familiar, afetiva, social e no trabalho, podendo chegar ao suicídio.

Rolar para cima
×